Seja Bem vindo - Teresina, 20 de Setembro de 2018
Teresina
+24...+34° C
FMS - VACINAÇÃO

Unidades de Saúde da capital foram abastecidas com vacina da gripe

Envio das vacinas é de responsabilidade do Ministério da Saúde

17/05/2018 - 11h28 Imprimir Envie por e-mail

A Fundação Municipal de Saúde de Teresina recebeu na tarde de ontem, 16, 34.800 doses de vacina contra a gripe. Foram distribuídas 9.500 doses para zona Norte, 11.600 para zona Sul, 9.500 para zonas Leste e Sudeste, totalizando 30.600 doses distribuídas. Ficaram 4.200 doses em estoque na Rede de Frio para vacina de acamados e reabastecimento das salas.

 

O envio das vacinas contra a gripe é de responsabilidade do Ministério da Saúde, Governo Federal, a Fundação Municipal de Saúde é responsável pela organização da campanha à nível local e aplicação das doses. “Já recebemos do Ministério da Saúde 180 mil doses de vacina em cinco lotes de entrega. A campanha acaba em 1º de junho, ainda vamos receber alguns lotes até lá, pois nossa meta é vacinar 193 mil pessoas do público alvo. Quando acabam as doses nos resta aguardar o envio da vacina por parte do Ministério da Saúde”, afirma a médica Amparo Salmito, diretora de epidemiologia da FMS.

 

Na rede pública, a vacina contra a gripe está disponível somente para os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, as gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. “São os grupos que mais precisam, porque adoecem mais grave e morrem mais”, explica Amparo Salmito.

 

O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Sílvio Mendes, e os diretores das unidades hospitalares da capital, estiveram reunidos na última terça-feira (15) para discutirem estratégias a serem tomadas diante da situação do aumento no número de casos positivos para h1n1 na capital. No boletim divulgado esta semana pela FMS, os dados mostram que desde janeiro de 2018, foram confirmados 28 casos de síndrome respiratória aguda grave (casos com necessidade de internação e notificação compulsória) e 18 casos de Síndrome Gripal (casos sem complicações) positivos para h1n1, totalizando 46 casos.

 

“Infelizmente nós não tivemos a quantidade de doses de vacina para imunizar toda a população, então temos que continuar seguindo as prerrogativas do Ministério da Saúde de vacinar apenas as pessoas do público alvo da campanha. Isso causa ansiedade, porque se anuncia o crescimento de casos. Esses números cresceram mais do que esperávamos e queremos com essa reunião chamar atenção dos diretores para que todos redobrem a atenção aos serviços de urgência dos hospitais de Teresina. Não devemos suportar nenhum tipo de falta de profissionais sem boa justificativa. Temos que manter todo tipo de vigilância para que os pacientes sejam diagnosticados o mais rápido possível para evitarmos complicações de síndromes gripais”, afirma Sílvio Mendes, presidente da FMS.

 

A diretora de epidemiologia da FMS, médica Amparo Salmito, fala da importância de manter o paciente com síndrome gripal bem hidratado. “Devemos insistir na hidratação daquele paciente. Urinar transparente. Analisar o quadro clínico e, se necessário utilizar no tratamento do paciente o medicamento antiviral Tamiflu, que pode ser uma medida salvadora”, informou ela. A médica ressalta ainda que todas as unidades hospitalares de Teresina estão abastecidas com o medicamento.

 

Foram registrados até o momento dois óbitos em decorrência de síndrome respiratória aguda grave pelo vírus H1N1 em Teresina. A primeira morte foi de um motorista de iniciais F.L.S, 52 anos. Ele se recusou a ficar internado na primeira ida ao hospital, quando apresentou os sintomas, e quando retornou, já estava em estado gravíssimo. O segundo caso aconteceu com uma mulher que faleceu em um hospital privado no começo do mês. Ela tinha por volta de 50 anos, era diabética, cardiopata e pneumopata. Outros três casos estão sendo investigados no momento.




Tags: vacinação, vacina, gripe, N1h1, Prefeitura, Teresina, FMS


Compartilhe está postagem:

  • twitter
  • google plus
  • facebook
  • facebook compartilhar

Últimas Notícias





PMT Multimídia

PMT no Twitter


Prefeitura Municipal de Teresina - PI

Contato

Contatos Úteis

  • BOMBEIROS193
  • CORREIOS(86) 3301-3500
  • DELEGACIA DA MULHER(86) 3222-2323
  • POLÍCIA CIVIL(86) 3216-5212
  • RONDA CIDADÃO(86) 3131-4781
  • Mais Números Úteis

© 2013 PMT, Todos os direitos reservados
Desenvolvido por PRODATER.