Seja Bem vindo - Teresina, 16 de Fevereiro de 2019
Teresina
+24...+34° C
SEMEC - INCLUSÃO

Escolas municipais têm projetos de inclusão e cadeiras adaptadas

Prefeitura já disponibilizou 79 carteiras adaptadas para alunos especiais.

19/08/2013 - 13h14 Imprimir Envie por e-mail

Escolas municipais têm projetos de inclusão e cadeiras adaptadas

Créditos: Semec

Cada vez mais os educadores vêm desenvolvendo ações que promovem o aprendizado com foco nas necessidades de cada aluno, por notarem que muitas crianças não se adaptam à escola, o que reflete em baixo rendimento e até evasão escolar. No caso dos alunos com necessidades especiais, seja física ou intelectual, a educação pública abriu os olhos para a importância de programas que promovam a formação continuada de gestores e educadores que atuem de forma qualificada na escola, além de mobiliário adaptado para as variadas deficiências.

 

Para garantir a inclusão de verdade, a Prefeitura de Teresina já disponibilizou 79 carteiras adaptadas para alunos especiais de 60 escolas da Rede Municipal. Os irmãos José Adrialeson Fernandes, de 9 anos, e Adrianderson Silva Fernandes, de 8 anos, estudam na Escola Municipal Murilo Braga e não escondem a satisfação com as carteiras novas, que melhoraram consideravelmente suas posturas. “Ficamos muito felizes, estamos menos cansados e nossas notas melhoram ainda mais, estamos tirando muitos 10”, conta o mais novo.

 

Para Manoel Fernandes, pai dos dois alunos, é fácil perceber as mudanças positivas no comportamento dos meninos. “Por conta da várias atividades desenvolvidas pelos meninos, eles ficavam muito cansados no fim do dia. Agora, além da postura ter melhorado, estão menos cansados, já que a carteira é confortável. O desempenho escolar também vem melhorando bastante”, afirma Manoel.

 

O diretor da escola, Diogenes Meireles, declara que esse é um grande avanço, “As crianças que costumavam ter dificuldade de aprendizagem por se sentirem desconfortáveis, hoje, com a conquista da carteira adaptada e o auxílio do Programa de Formação para o Atendimento Educacional Especializado (AEE), vêm se sobressaindo, o que é um avanço para a educação”, pontua.

 

A Secretaria Municipal de Educação (Semec), em busca de preparar os educadores para um desempenho ideal na área, trabalha na qualificação dos professores através da Divisão de Educação Inclusiva (DEI), que realiza coleta de dados junto às escolas quanto à matrícula dos alunos com deficiência e os respectivos tipos.  Esta informação serve para selecionar gestores e professores para participação de cursos de formação, projetos de acessibilidade, bem como informar ao Censo Escolar o número exato de alunos com necessidades especiais.

 

A inclusão desses alunos no ensino regular tem sido uma das principais metas. Os fundamentos teórico-metodológicos da inclusão escolar centralizam-se em uma concepção de educação de qualidade para todos, no respeito à diversidade dos educandos. O Programa de Formação para o Atendimento Educacional Especializado (AEE), por exemplo, vem sendo desenvolvido pela Semec através de formação à distância, cursos de extensão e especialização para professores que atuam nas Salas de Recursos Multifuncionais.

 

“Os professores e diretores apresentam funções essenciais na estrutura e no funcionamento do sistema educacional, suas opiniões oferecem subsídios relevantes para a compreensão de como estão sendo desenvolvidos projetos dessa natureza. As formações contemplam áreas do conhecimento voltadas para as deficiências e tecnologias assistivas”, explica a chefe da Divisão de Educação Especial da Semec, Maria Teresa Mendes.

 

Atualmente, 1.220 alunos são assistidos pelos programas em 61 escolas núcleos e 244 escolas adjacentes municipais de Teresina, recebendo alunos com deficiências auditivas, visuais, físicas e intelectuais.

 

Maria Teresa explica ainda que a meta é conseguir atender a todas as escolas municipais, dando uma maior qualidade de ensino para esses alunos, não apenas disponibilizando vagas nas escolas e sim fazer com que esse aluno participe das atividades escolares assimilando conhecimentos. “Inclusão significa o aluno estar na escola, participando, aprendendo e desenvolvendo suas potencialidades”, conclui.




Tags: Semec alunos especiais carteiras adaptadas projetos inclusão


Compartilhe está postagem:

  • twitter
  • google plus
  • facebook
  • facebook compartilhar

Últimas Notícias





PMT Multimídia

PMT no Twitter

Prefeitura Municipal de Teresina - PI

Contato

Contatos Úteis

  • BOMBEIROS193
  • CORREIOS(86) 3301-3500
  • DELEGACIA DA MULHER(86) 3222-2323
  • POLÍCIA CIVIL(86) 3216-5212
  • RONDA CIDADÃO(86) 3131-4781
  • Mais Números Úteis

© 2013 PMT, Todos os direitos reservados
Desenvolvido por PRODATER.